sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

despretensão


A minha relação com a escrita hoje é tão outra. Não sei se melhorou. Isto é com capitalistas. Escrevo muito mais sem ganância. Não me vejo pisando degrau nenhum na escadaria de algum reconhecimento, não quero falar destas coisas com meus amigos. Só chego aqui espontâneo e/ou explodindo, mas como raios de um Céu Turvo. Não me canso escrevendo senão por conta do tipo de aparelho. Sei que sou muito mais livre com letras. Havia antes um eu que esperava. Que quase berrava para um mundo o profissionalismo disto. Hoje haja um carinha talvez. Apenas um carinha por trás destas. Aah veja lá se não é com muita brincadeira que escrevo isto, quero até persuadi-lo! Sabe, o que sinto mesmo é que vou me tornando um cara cada vez mais legal. Se melhoro como escritor? A quem devo isto?

Um comentário: