quarta-feira, 5 de julho de 2017

quando a gente tem estabilidade, ou ao menos acredita nela, quando a gente não precisa mais de grana, acabou o jogo! somos como gatos ou cães numa sala de estar. estes homens, ainda que ricos, estão sempre correndo atrás de mais grana, até que lhes atravesse um câncer, um ataque cardíaco motivo de coisa qualquer suficiente para encaixotá-los. no entanto, se lhes acabasse a ganância monetária - riqueza. status e moral à venda - eles seriam como bichos: quereriam água, cota de sexo, sua cota de alimento, sua cota de sol e de espaço... viveriam lentos como os gatos, dentro dos instantes. e os relógios tilintariam um barulho vindo do mundo vazio em que só os loucos vivem.



2 comentários: