quarta-feira, 19 de março de 2014

eu estava deitado no quarto. era madrugada. eu precisava dormir por causa da dieta. e por causa disso eu parecia classe média. de um lado havia um abajour; do outro, a cabeça de minha esposa. tentei ler um pouco do cubano. li um conto de havana. entrei em outro mas não terminei. então resolvi apelar para a maconha. abri a gaveta. lá estava a latinha de bala. peguei o bong no congelador. coloquei água. plantei o fumo e traguei com raiva. mas a minha cabeça continuava me contando histórias para bois despertarem.