terça-feira, 24 de abril de 2018

INSÔNIA

não procuro culpados
mas vejo este buraco que está em mim
que sou
talvez

o buraco é "querer"
mas não me empurraram no inconsciente o que eu quero?
eu não sou um bicho não, sistema!
eu sou apenas parte... 
esta parte nula.
uma forma de tumor
benigno.

esta incapacidade injetada para a dor nossa
toda nossa
este suportar somente a minha dor que
que é o  "nosso" perdido

já não sei se foram os amigos
ou o conceito de amizade que espatifou dentro de mim

somos tão pequenos
e esquecemos de tudo
uns dos outros


é minha mãe
é minha família

não há em ninguém um abraço que me salve
do buraco...
que sou?
que estou?
que eu sinto?
que é meu querer?


somos tão pequenos
e esquecemos para o bem e para o mal de sermos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário